“Nem sempre dura. Nem sempre é eterno. E precisamos lidar com isso. Nem que seja na marra. Nem que tenha que engolir o choro de vez em quando. Nem que a gente tenha que fingir que está tudo bem.” — Clarissa Corrêa.
18/04/14 · Reblog · 4375 Notes · (Via /source)

Cala boca que você não tem intimidade comigo